Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/10/23 às 7h49 - Atualizado em 4/10/23 às 8h09

Programa Empreender e Inovar da Emater-DF leva visão empreendedora para o campo

COMPARTILHAR

Giovana Navarro e Aurelino de Almeida, produtores e proprietários da Cabríssima

 

Com objetivo de tornar o produtor rural um empreendedor rural, o programa Empreender e Inovar da Emater-DF leva orientações sobre gestão financeira, planejamento estratégico, tático e operacional, planos de negócio e  fundamentos de  marketing aos participantes. Todos esses conhecimentos têm promovido transformação para a realidade de vários produtores rurais.

 

Esse é o caso de Giovana Navarro e Aurelino de Almeida, que estão à frente da Cabríssima, um empreendimento que produz leite de cabra e queijos especiais, além de promover visitação guiada à criação dos animais como um interessante programa para toda a família. Embora os dois já fossem bem-organizados e conscientes de seu negócio rural, a Emater-DF os encaminhou para ser acompanhado pelo Empreender e Inovar – e foi quando eles descobriram por que, apesar do sucesso com a venda de produtos e com a visitação, ainda estavam operando no vermelho.

 

Rosinha exibe os biscoitos que produz

“Primeiro a gente tomou um susto tão grande, que cogitamos desistir do negócio”, disse Aurelino, após ver o retrato da propriedade em números reais, com a planilha criada pelo programa para auxiliar a gestão financeira do empreendimento. Aos poucos, com a consultoria do extensionista rural Carlos Goulart,  responsável pelo programa na Emater-DF, o casal foi encontrando as saídas para entrar no equilíbrio financeiro.

 

“A gente, na roça, começa a trabalhar, trabalhar, trabalhar e vira apenas trabalhador, em vez de empresário. Vimos que o empresário precisa ter uma visão mais geral do negócio, e a gente é muito deficitário nessa parte financeira”, concluiu o produtor rural.

 

Lilian Barbosa da Silva também tem recebido orientação do Empreender e Inovar. Ela participou do curso realizado no início do ano e disse que a capacitação abriu sua visão e a ensinou muito. “Eu fiquei encantada com tanto conhecimento, eu saí de lá com a mente bombando e com o desejo de me aprofundar no assunto”, disse ela. Gerente de um haras na área rural de Brazlândia, ela foi autorizada pelo proprietário a incluir a propriedade no programa com a Emater-DF.

 

Há cerca de quatro meses no programa, Lílian tem colocado em prática o conhecimento recebido e já tem visto resultados. “Antes a gente fazia as anotações de forma geral, não sabia exatamente o que ia para o trato dos animais e o que ia para a produção de silo e feno; hoje a gente já faz uma anotação mais específica na planilha de gestão do Empreender e Inovar”, explica.

 

Carlos Goulart em palestra do curso, realizado em abril

Para Carlos Eduardo Goulart, extensionista rural da Emater-DF responsável por acompanhar os produtores no programa, é o aprendizado em gestão do negócio que faz o produtor deixar de simplesmente produzir para se tornar de fato um empreendedor rural. Essa é a proposta do programa.

 

“Saber produzir não habilita automaticamente o produtor a ser empreendedor. É preciso ter um conhecimento mínimo em gestão, para não fracassar na condução do negócio rural”, explica Goulart. “O programa Empreender e Inovar tenta chamar a atenção para a importância dessa gestão do negócio rural”, conclui.

 

Roselita Urany Camargo, conhecida como Rosinha, passou pelo programa no ano passado. Ela fez o curso encaminhada pelo escritório local da Emater-DF em Ceilândia, onde é atendida, e participou do acompanhamento do programa Empreender e Inovar. Apaixonada por culinária, a produtora fazia bolos e biscoitos para a família e amigos, mas foi a extensionista rural da Emater-DF que mostrou que essa paixão poderia ser uma fonte de renda.

 

“Eu recebi o convite para o curso Empreender e Inovar e o que eu aprendi ali mudou o meu olhar e me deu várias dicas”, afirma Rosinha. “Aprendi a escolher quais biscoitos seriam mais vendáveis, a focar em alguns produtos, colocar preço”, afirma, reconhecendo que ainda tem muito o que aprender e melhorar, mas que o aprendizado chegou na hora certa para ela.

 

Atualmente Rosinha tem clientes de vários lugares do Distrito Federal, participa de feiras e vende na região onde mora, no Setor de Chácaras da Samambaia. Ela também levou seus biscoitos para comercializar na AgroBrasília deste ano. Por onde passa, só recebe elogios. “Já me disseram que o meu biscoito é o mais gostoso de Brasília”, afirma orgulhosa.

 

A expectativa é que, a partir de 2024 o acompanhamento que os produtores rurais recebem dentro do programa Empreender e Inovar mude para uma abordagem de aprendizado contínuo para possibilitar que o produtor se aproprie das ferramentas de forma mais prática. “Essa transformação no programa é fruto da experiência e aprendizado aquiridos nestes mais de sete anos do Empreender e Inovar junto às pessoas do campo, entendendo e aprendendo com cada um, o que nos permite evoluir em nossa abordagem, melhorando nossa efetividade e principalmente potencializando nossos resultados”, conclui o extensionista rural Carlos Goulart.

 

Produtores rurais interessados em participar do Programa Empreender e Inovar devem procurar o escritório da Emater-DF mais próximo de sua propriedade para fazer a sua inscrição.

 

Giovana Navarro da Cabríssima

 

Emater-DF

Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede Emater-DF
CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: (61) 3311-9330 e (61) 3311-9456 (Whatsapp)
E-mail: emater@emater.df.gov.br