Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural - Emater - DF

Tecnologias adaptadas PDF Imprimir E-mail
Agricultura Familiar
Sex, 13 de Junho de 2014 09:47

 

Materiais facilmente encontrados nas propriedades rurais se transformam em ferramentas úteis e com baixo custo de fabricação. Neste espaço, os produtores podem acessar o passo-a-passo de como fazer algumas dessas tecnologias. Confira algumas dessas ferramentas úteis ao pequeno produtor.


 

Aparelho para desbrotar (bananeira)


O desbaste ou eliminação de brotos é uma prática imprescindível para manter o bananal com a densidade ideal de plantas. Esse aparelho executa a operação com eficiência, uma vez que destrói completamente o “olho do broto”, sem danificar o rizoma.

Material usado:
- Um tubo galvanizado de 1” com 1,5 m de comprimento;
- Um tubo galvanizado de ½” com 80 cm de comprimento.

Modo de fazer:
- Faz-se um corte horizontal (a) no tubo galvanizado e um corte em diagonal (b);
- Solda-se a seção (c), fechando o tubo em diagonal;
- Corte o tubo galvanizado ½” em quatro pedaços de 20 cm para fazer o suporte de mãos e o suporte dos pés conforme figuras (d, e, f, g);
- Faz-se uma extremidade cortante na base inferior (h).

Desenho de como construir o equipamento para desbrota de bananeira.

 


]

 

Fonte: EMBRATER – Fichário de Tecnologias adaptadas – T .191.


 

Bacia de Pneu

A bacia é construída com a utilização de pneus velhos. O pneu é cortado em duas partes, justamente onde se embeiça no aro para permitir que vire ao avesso (figura A). Em seguida corte uma tábua um pouco maior que o círculo que ficará para o fundo. Os pregos utilizados para pregar a tábua deverá ser de acordo com a espessura do pneu e da tábua. A capacidade da bacia será de acordo com o tamanho do pneu.

 

Como uma bacia comum, é bastante variada a utilização da bacia de pneu, prestando inúmeros serviços à família do produtor. Esse material tem boa durabilidade e pode ser utilizado para diversas finalidades.

 





Fonte: EMBRATER – Fichário de Tecnologias Adaptadas – T 166

 

 

Aparelho para arrancar mandiocas


O arrancador de mandiocas é uma ferramenta simples. É bastante útil, principalmente em regiões que o terreno fica mais compactado tornando difícil a colheita.

Material usado:
- Um tubo chapa 13 de 1,25” com 2,0 m de comprimento;
- Uma cantoneira 3 X 3 cm 3mm espessura 35 cm de comprimento.

Modo de fazer:
- Faz-se pequenos cortes (dentes) na peça (cantoneira) de acordo detalhe da figura, deixando aproximadamente 15 cm sem fazer dentes.
- Com uma ferramenta de bater (marreta ou martelo) faça uma pequena curva na cantoneira (para o lado contrário dos dentes) conforme desenho.
- Solde a cantoneira (já com os dentes) no tubo de 1” respeitando aproximadamente 30 cm da ponta ( ver desenho).



Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

 

 

Armadilha para controle de moscas das frutas


A armadilha para controle de moscas das frutas é uma tecnologia muito eficiente para minimizar os problemas causados por esta praga. A forma de utilização é bastante simples, pois pode ser utilizada qualquer garrafa plástica para fazer o recipiente que armazenará a isca (água, açúcar e inseticida).

Material usado:
- Uma garrafa plástica;
- Um barbante fino 50 cm de comprimento.
- Açúcar;
- Água;
- Inseticida ( qualquer um – preferência menos tóxico)



Cuidado: Use Equipamentos de Proteção Individual (EPI) - VENENO MATA

Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

 Protetor de isca granulada


A proteção de iscas granuladas é muito importante, principalmente durante os períodos chuvosos e à noite. Isso porque as iscas que as formigas não carregam ficam expostas e acumulam umidade, o que faz com que percam sua função e sejam desperdiçadas, já que as formigas não interessam mais por elas.


Material usado:
- Uma latinha de alumínio;
- Uma pequena estaca de 25 cm de comprimento (igual uma caneta)
- Isca granulada

Desenho de como fazer a proteção das Iscas Granuladas.



Cuidado: Use Equipamentos de Proteção Individual (EPI) - VENENO MATA

Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

 

 

Bebedouro para aves


O bebedouro para aves é uma forma de disponibilizar água limpa e em abundância para os animais. Ajuda a racionalizar o uso, facilitar o acesso e também melhorar a distribuição e aplicação de medicamentos solúveis em água via oral.

Material usado:
- Um pneu pequeno (moto, kart ou carrinho de mão);
- Uma tábua (maior que o aro do pneu – local onde a roda encaixa).
- Pregos;
- Uma garrafa pet 3 litros ou galão 5 litros (que não tenha sido utilizada com veneno ou produto tóxico);
- Estaca para fixação da garrafa ou galão;
- Pedaço de arame (40cm).

Desenho de como fazer o bebedouro para aves.

 

 

 

 

Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção

 

 Comedouro para aves


O comedouro para aves é uma forma de disponibilizar ração ou milho limpo e em abundância para os animais. Ajuda racionalizar o uso, facilitar o acesso e também melhorar a distribuição e aplicação de medicamentos via oral em pó.

Material usado:
- Um pneu pequeno ( moto, Kart, carrinho de mão);
- Uma tábua (maior que o aro do pneu – local onde a roda encaixa).
- Pregos;
- Uma lata 3,6 litros ou galão 5 litros (que não tenha sido utilizada com veneno ou produto tóxico);
- Arame fio 18 a 20 para fixar a lata ao pneu;


Desenho de como fazer o comedouro para aves.

 

 

 

Esticador de arame farpado (argola)


O esticador de arame farpado é uma ferramenta simples. O arame farpado esticado é fundamental para o bom fechamento de áreas, pois sem este processo os animais acabam forçando os arames e escapando.

Material usado:
- Uma argola de aproximadamente 3” de diâmetro;
- Uma chapa de ferro de 3 mm de espessura X 3 cm X 8 cm de comprimento.


Desenho de como construir o equipamento para esticar arames



Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

 

 Esticador de arame farpado (forquilha)


O esticador de arame farpado é uma ferramenta simples. O arame farpado esticado é fundamental para o bom fechamento de áreas, pois sem este processo os animais acabam forçando os arames e escapando.

Material usado:
- Uma forquilha tamanho aproximado 60 cm;
- Dois pregos para arame farpado;
- Um prego 17 X 27


Desenho de como construir o equipamento para esticar arames




Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

Esticador de arame farpado (duas argolas)


O esticador de arame farpado é uma ferramenta simples. O arame esticado é fundamental para o bom fechamento de áreas, pois sem este processo os animais acabam escapando.

Material usado:
- Duas argola de aproximadamente 3” de diâmetro;
- Uma chapa de ferro de 2 mm de espessura X 2 cm X 4 cm de comprimento.

 

Desenho de como construir o equipamento para esticar arames




Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

 Esticador de arame farpado (madeira)


O esticador de arame farpado é uma ferramenta simples. O arame esticado é fundamental para o bom fechamento de áreas, pois sem este processo, os animais acabam escapando.

Material usado:
- Uma peça de madeira 95 cm de comprimento, 5 cm de espessura e 8 cm numa extremidade e 22 cm na outra extremidade;
- Um peça formato cone aproximadamente 8 cm com 3 cm uma extremidade e 4 cm outra extremidade.


Desenho de como construir o equipamento para esticar arames




Fonte: EMBRATER – Fichário de Tecnologias adaptadas – T.490.

 

 

 Riscador rústico para marcação de linhas (madeira)


O Riscador tem por finalidade aumentar a velocidade de execução da tarefa de marcar linhas c de plantio. Ele permite que de uma só vez o produtor marque mais de uma linha e com uma grande vantagem que o operador trabalha na posição vertical diminuindo o cansaço e evitando posições desagradáveis (agachado).

Material usado:
- Uma peça de madeira roliça tipo cabo de vassoura com aproximadamente 1,30 metros de comprimento,;
- Um peça de madeira tipo sarrafo com aproximadamente 80 cm de comprimento;
- Cinco peças de madeiras tipo cone com 10 cm de comprimento e 3 a 4 cm de espessura;
- 05 pregos 13 X 18.


Desenho de como construir o Riscador para Marcação de Linhas.

 

  • Fonte: EMBRATER – Fichário de Tecnologias adaptadas – T.485.

 

 

Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.


 

 

 

 

Bomba d’água (12 volts)


Esta bomba d’água é montada com material reciclado e serve para elevação de água até aproximadamente 20 metros de altura e uma distância de até 50 metros em mangueira fina (usada para nível de pedreiro).

Material usado:
- Uma bomba de óleo usada ( esta bomba de óleo é utilizada por carros a gasolina ou álcool para elevação do óleo lubrificante do motor);
- Um motor usado em ventoinhas de radiador (pode ser também o motor que aciona o limpador de para brisas de carros).

Modo de fazer:
- Acoplar um ao outro conforme desenho;
- Fazer armação para fixação das duas peças;
- Fazer a ligação (fios) até uma fonte 12 volts.

Desenho de como construir o equipamento para elevação de água.



Fonte: EMATER – Núcleo de Engenharia e Manutenção.

 

 

 

  Leia aqui todas as noticias

Emater-DF no Twiter

 
Governo do Distrito Federal

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal
Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF
CEP: 70.770.915 Brasília - DF
Telefone: 3311-9330, E-mail: emater@emater.df.gov.br.

Menu dos Empregados
SIGRHNet
Webmail
RSS da Emater DF

Copyright © GDF
Todos os direitos reservados