Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/05/19 às 16h07 - Atualizado em 6/05/19 às 8h55

Emater-DF incentiva empoderamento de mulheres da área rural

Grupo de mulheres de Brazlândia visita grupo de mulheres Flores do Contagem

 

Com o objetivo de gerar renda para sua comunidade por meio da produção de panificados, dez mulheres da área rural de Brazlândia, do Assentamento Betinho, visitaram a Associação do Grupo de Mulheres Produtoras do Assentamento Contagem (Flores do Contagem), em Sobradinho, na última sexta-feira (26). O Flores do Contagem, hoje, é exemplo e inspiração para outros grupos de mulheres em outras comunidades do DF.

 

A visita foi uma proposta da Emater-DF para que as mulheres conhecessem a experiência de sucesso do assentamento. O encontro foi acompanhado pelos extensionistas da Emater de Sobradinho Fábio Roberto e de Luciana Xavier, do escritório de Brazlândia. Com ótimos resultados e seguindo como exemplo de superação no ramo dos panificados, o projeto tem levado empoderamento às mulheres do meio rural, transformado a rotina de moradores e gerado empregos.

 

A agroindústria de panificados nasceu do projeto social da Votorantim Cimentos e tem como objetivo a atuação da comunidade na produção de pães, bolos e biscoitos. Junto às mulheres, a Emater-DF tem feito trabalho de qualificação, com cursos voltados para a área, bem como orientações técnicas diversas.

 

Durante o encontro, a presidente do grupo Flores do Contagem, Maria das Dores, explicou o processo de criação do negócio, além das técnicas utilizadas na produção e venda dos panificados. “Hoje a gente é uma das únicas associações grupal no DF a comercializar os produtos que a gente tem, registrados, com nota eletrônica e com tudo regularizado, dentro que precisa, para gente não ter problema”, ressalta Dora.

 

Atualmente, além de outras encomendas, o Flores do Contagem produz pão de queijo e biscoito de queijo para chamada pública da Emater-DF e bolo pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). As mulheres do Assentamento Betinho ouviram cada palavra atentamente. Os exemplos, segundo elas, serviram de inspiração.

 

“As coisas não são fáceis. Quando a gente olha de um modo geral os resultados, é bacana. Mas tem muitas barreiras a serem quebradas. Infelizmente há muita desistência. A gente [da Emater-DF] tem essa função de não deixar as pessoas desacreditarem”, ponderou o extensionista Fábio Roberto.

 

A panificadora Flores de Contagem foi a primeira agroindústria rural em grupo formalizada no DF.  Hoje, com o selo da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal e Animal (Dipova), concedido pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF), fica comprovado que as instalações e os equipamentos atendem às normas higiênico-sanitárias vigentes, além de garantir o direito de a entidade fabricar os produtos e comercializá-los em todo o Distrito Federal.

 

Mulheres da panificadora falam sobre sua atuação no grupo Flores do Contagem

 

Produtoras Noilde de Jesus (esq) e Maria das Dores (dir) trocam experiências sobre organização rural

 

Joelma Pereira e Diândria Daia

Assessoria de Comunicação Social 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo de Brasília

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br