Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/11/20 às 14h44 - Atualizado em 23/11/20 às 14h50

Com qualificação virtual, Emater-DF amplia público interessado em agroindústria

 

O curso de Boas Práticas de Fabricação (BPF), oferecido duas vezes por ano pela Emater-DF a trabalhadores e empreendedores rurais que possuem ou desejam implantar uma agroindústria, está sendo realizado de modo virtual. A atividade, que reunia entre 20 e 30 participantes nos anos anteriores, tem sido acompanhada por quase 100 pessoas pela internet. O último módulo será no dia 30 de novembro.

 

De acordo com a economista doméstica Sônia Cascelli, organizadora do curso, o desafio de desenvolver a atividade em meio a uma crise sanitária foi grande. “Estamos felizes com a recepção do público, foi bastante positiva. Abrimos a possibilidade de mais gente participar”, avalia a extensionista da Emater-DF.

 

Sônia acrescenta que o planejamento de ações da empresa para 2021 prevê a realização do curso de BPF nas duas modalidades — presencial e virtual. Ela explica ainda que a organização das aulas contou com a colaboração de diversas unidades da Emater-DF. “Só com o apoio de todos foi possível desenvolver o curso de uma forma que nunca tínhamos feito. Isso mostra o profissionalismo dos trabalhadores da Emater e nossa capacidade de agir diante das dificuldades”, afirma Sônia.

 

A empreendedora Regina de Faria Magalhães possui uma agroindústria que processa hortaliças orgânicas no núcleo rural Santos Dumont (região administrativa de Planaltina). Ela conta com três colaboradoras que estão participando do curso de BPF oferecido pela Emater-DF. “Se as aulas fossem presenciais, eu só teria condições de liberar uma funcionária, teria gastos com tempo e combustível. Com as atividades pela internet, todas estão se qualificando”, comemora.

 

Regina conta ainda que, por ser da área de recursos humanos (RH), acredita no treinamento. “A Emater-DF, por meio do escritório de Planaltina, me dá assistência técnica, está sempre junto do meu negócio. A atualização e reciclagem dos trabalhadores é muito importante para manter a qualidade do produto e a satisfação do cliente”, avalia.

 

Modelo de agroindústria de acordo com normas técnicas

 

Higiene na manipulação, legislação, estrutura das instalações, microbiologia dos alimentos, padronização de procedimentos e fluxograma do processamento são alguns do temas abordados durante as aulas. No decorrer do curso, os participantes realizam atividades de aprendizado e podem tirar dúvidas durante as atividades on line.

 

A versão presencial sempre terminava com uma visita a alguma agroindústria-modelo no Distrito Federal. Já a versão virtual prevê uma visita on-line por um projeto modelo, que mostra todos os equipamentos necessários e toda a infraestrutura que deve ter uma pequena empresa rural. O projeto foi inserido em um aplicativo que permite que o participante faça um “passeio virtual”, que será guiado pela gerente de Desenvolvimento Sócio-Familiar da Emater-DF, a técnica em agroindústria Fernanda Lima.

 

Segundo Sônia Cascelli, a qualificação de trabalhadores e empreendedores rurais na atividade garante que os alimentos que chegam à mesa do consumidor brasiliense tenham segurança e qualidade. A participação no curso de Boas Práticas de Fabricação é uma das exigências da lei 4096/2008, que regulamenta a implantação e o funcionamento de agroindústrias no Distrito Federal.

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br